Arquivo de 22/08/2010

Vamos criar o Ministério da Segurança Pública para atuar no Brasil inteiro contra o crime, garantiu o tucano, após comentar tiroteio no Rio de Janeiro Foto: Igo Estrela/ObritoNews/DivulgaçãoSerra caiu nas pesquisas e atinge 30% dos votos, segundo o Datafolha
Foto: Igo Estrela/ObritoNews/Divulgação

Marcela Rocha
Direto de Duque de Caxias

Questionado sobre a queda na última pesquisa Datafolha, divulgada pelo jornal Folha de S. Paulo neste sábado (20), o candidato à presidência da República José Serra (PSDB) se negou mais uma vez a comentar os números. “Não comento pesquisa”, voltou a dizer Serra durante manifestação em Duque de Caxias, a 15 km da capital fluminense.

A pesquisa reforça a queda do candidato tucano nas intenções de votos nas últimas pesquisas. Na Datafolha, a candidata do PT, Dilma Rousseff, abriu 17 pontos de diferença em relação a Serra, que tem agora 30% dos votos.

Serra também comentou as duas ações no TSE pedidas pela coligação “Para o Brasil Seguir Mudando”, da chapa de Dilma, para tirar tempo de seu programa eleitoral. “Isso é para atrair atenção e fazer com que os jornalistas perguntem. São bobagens, factóides, sem importância nenhuma”, afirmou.

A coligação da petista argumenta que a citação de Lula no jingle de Serra pode confundir o eleitor. O tucano voltou a dizer que o PT tem a tradição “de atacar e processar as vítimas”.

Quem também comentou a última pesquisa Datafolha foi o presidente do PSDB, senador Sérgio Guerra. “Já tínhamos nos preparado para este impacto”, disse.

O tucano afirmou que “com o conhecimento que ela (Dilma) ganhou através da propaganda eleitoral e com a ingestão de Lula, era esperada a reação do eleitorado”.

Fonte: Portal Terra