Arquivo de 27/02/2011

Seminário Juventude, Prevenção da Violência e Territórios da Paz, realizado em parceria entre o Ministério da Justiça e o Forum Brasileiro de Segurança Pública.

Brasília, 25/02/2011 (MJ) – Terminou nesta sexta-feira (25), em Brasília (DF), o seminário ‘Juventude, Prevenção da Violência e Territórios da Paz’, que reforçou a importância da parceria entre os três níveis de governo na segurança pública. O evento, realizado em parceria com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, debateu os resultados da pesquisa nacional que aponta o impacto da violência juvenil, mostrando o perfil dos adolescentes em situação de vulnerabilidade e um mapeamento de experiências de prevenção da violência realizadas em todo o país.

Durante o evento foi discutida também a necessidade da integração das políticas nacionais e estaduais e municipais para a juventude. Segundo o diretor do Departamento de Políticas, Programas e Projetos (Depro) da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), Alberto Kopttike, a parceria dos entes federativos com o governo federal vai além da transferência de recursos. “O importante  é a indução de políticas. É por isso que a melhor maneira de construir política publica é compartilhada, agregando os estados e municípios”, afirmou.

Segundo os debatedores, é preciso analisar os problemas que mais incidem sobe os jovens por meio de uma perspectiva plural, social e territorial e educativa. O atual modelo educacional – que registra 78% de evasão escolar – também foi questionado.

Kopittke defendeu o modelo dos Territórios da Paz, do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci), nos locais mais violentos. “Não tem mais que se pensar política pública de violência sem pensar em território, que precisa de intervenção qualificada das polícias em áreas conflagradas. Essa intervenção policial precisa ocorrer em conjunto com ações sociais”, afirmou.

O evento reuniu mais de 200 participantes, entre pesquisadores, gestores estaduais, municipais e distritais, integrantes do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, servidores e consultores do Ministério da Justiça, de ministérios parceiros e de organismos de cooperação internacional.

O projeto do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, que incluiu diferentes levantamentos de informações, foi realizado entre janeiro de 2009 e fevereiro de 2011, a partir de recursos do Pronasci

– Mais de 300 integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) ocuparam, durante quatro horas, na tarde desta quinta-feira (24), o andar térreo do Ministério das Cidades, em Brasília. Re…

do Brasília Confidencial

Mais de 300 integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) ocuparam, durante quatro horas, na tarde desta quinta-feira (24), o andar térreo do Ministério das Cidades, em Brasília.

Representantes do MTST conseguiram, após reunião com o gerente de projetos da Secretaria de Habitação do Ministério das Cidades, César Ramos, o compromisso de que o governo dialogará com governos estaduais, prefeituras, Poder Judiciário e Ministério Público para, ao menos, adiar o cumprimento de mandatos de despejo nos estados de Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal. “Vamos buscar acordos para evitar os despejos”, afirmou Ramos.

Um dos dirigentes do MTST, Edson Francisco da Silva, alerta: “a reunião foi muito boa, mas se os órgãos que estavam na reunião não cumprirem o que prometerem, a gente volta a ocupar ministérios e outros órgãos públicos”.

Fonte: Brasília Confidencial