Os chamados “jornalistas independentes” cubanos criam constantemente falsas acusações contra o governo do país, que são convertidas em notícias por centenas de mídias ao redor do mundo. O agente Carlos Serpa, que trabalhou dentro dos grupos contrarrevolucionários, demonstra diante de uma câmera como se fabricam notícias falsas sobre Cuba.

Em vídeo divulgado pelo site Cuba Información, Serpa mostra como divulgava notícias falsas sobre Cuba. Em poucos minutos as “informações” eram reproduzidas nos noticiários de sites dos Estados Unidos e nas agências internacionais, como a Europa Press, uma agência espanhola que se pretende “moderada e equilibrada”.

Ele mesmo demonstra, diante das câmeras, por meio de uma chamada para a Rádio Marti de Miami, como qualquer testemunho inventado chegava, sem nenhuma checagem, aos noticiários de Miami que, por sua vez, são fonte habitual para outras mídias internacionais.

A lista de notícias publicadas nas agências e mídias, cuja fonte foi esse suposto “jornalista independente”, nos últimos anos, é enorme. Alto lógico se levarmos em conta que ele se converteu no “jornalista oficial” das tais Damas de Branco, a preferência mercadológica número um em Cuba das mídias corporativas.

No entanto, Carlos Serpa não foi fonte quase exclusiva somente dos raivosos meios de comunicação de Miami. Também agências e mídias de outros países construíram sua política informativa sobre Cuba sobre seus — quase únicos — testemunhos. É o caso, para citar um exemplo dentre milhares, da agência espanhola, Europa Press, empresa que pretende dar uma imagem de “moderação” e “equilíbrio” a seus leitores.

A revelação de Serpa coloca em questão o futuro das conhecidas “Damas de Branco”, já que horas antes era qualificado pelo grupo como porta-voz e “heroico correligionário”. Serpa contou à TV cubana todos os detalhes da dependência econômica e orgânica das “Damas” ao governo dos Estados Unidos e aos terroristas da máfia cubana de Miami e Porto Rico.
Veja o vídeo (em espanhol):

Destapan que cables de Europa Press y otras agencias reproducían mentiras sobre las Damas de Blanco

Fonte: Vermelho

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s