Conforme havia sido previamente anunciado a CPT divulgou hoje o relatório Conflitos no Campo 2010. Fruto de extenso trabalho de pesquisa e sistematização o rico material ajuda a formar um retrato mais próximo da realidade brasileira atual em relação aos conflitos no campo, seja em razão da terra, seja em razão da água. Observe que os conflitos em relação às aguas praticamente dobraram no ultimo periodo. Baixe aqui o relatório completo>>>relatório completo

Abaixo republicamos texto divulgado pela Folha sobre o tema.

FELIPE LUCHETE
DE BELÉM

A Comissão Pastoral da Terra divulgou nesta terça-feira (19) um relatório que aponta 34 pessoas assassinadas em 2010 em consequência de conflitos no campo. Dessas mortes, 18 foram no Pará –em 2009, foram nove.

Metade dos assassinatos no Pará ocorreu por desavenças entre trabalhadores, nos municípios de Pacajá e Santana do Araguaia. Para a CPT, a tensão foi motivada por madeireiras.

A comissão, ligada à Igreja Católica, registrou 1.186 conflitos nos campos do país, dois a mais do que em 2009.

No Nordeste, o número saltou de 320 para 440. Bahia e Maranhão apresentaram o maior aumento, ainda segundo o relatório: no primeiro Estado, subiram de 48 para 91; no Maranhão, eram 112 em 2009 e 199 em 2010.

Em Minas Gerais, o número de conflitos subiu de 49 para 79.

Além das mortes, a CPT calcula que houve 55 tentativas de assassinato e 125 pessoas receberam ameaças de morte. Quatro foram torturadas.

folha.com-Poder

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s