Maria Stella Calças

Edvaldo Santos

Alunos que não têm apostila têm de xerocar ou copiar à mão

A Secretaria Estadual de Educação culpou a direção das escolas pela falta de apostilas a alunos de Rio Preto, conforme mostrou reportagem publicada pelo Diário, no último dia 22. O Estado alega não ter sido comunicado da demanda causada pelos estudantes matriculados tardiamente, depois do prazo regulamentar.

Esse problema, segundo a pasta, explicaria parte do problema que faz com que, três meses depois do ano letivo, os alunos tenham ainda que xerocar ou copiar à mão os conteúdos do material. O problema é mais grave no ensino médio. A Diretoria Regional de Ensino, em Rio Preto, recebeu da secretaria determinação para fazer um levantamento e saber qual o déficit de apostilas.

A promessa é regularizar a situação até esta sexta-feira. Em nota, a assessoria de imprensa da pasta informou que a Coordenadoria de Ensino do Interior (CEI) e a Diretoria Regional de Ensino enviarão uma equipe de supervisores às escolas mencionadas na reportagem para apurar a conduta da direção das unidades com objetivo de “adotar as medidas cabíveis”.

A assessoria ressaltou ainda que, sobre a falta das apostilas, “a Secretaria de Estado da Educação não havia sido notificada até o momento e providenciará imediatamente o envio do material às instituições”. Além de não ter sido comunicada, a secretaria afirmou que teve problemas com o transporte para algumas escolas, fazendo com que turmas inteiras ficassem sem os cadernos.

Porém, não informou que problemas foram esses e nem quantas apostilas deixaram de ser entregues. A reportagem do Diário mostrou que pelo menos cinco escolas estaduais de Rio Preto estão com falta de material e faz com que uma parte fique sem ter como estudar em casa.

Matérias

Na escola José Felício Miziara, bairro Chácara Municipal, zona sul, por exemplo, faltam materiais de geografia, história, física, biologia, arte, sociologia, química e inglês para o segundo e terceiro anos do ensino médio. Segundo estudantes da escola Justino Jerry Faria, no Alto Rio Preto, duas das três turmas do primeiro ano do ensino médio estão sem apostilas de biologia, história, matemática, artes e educação física.

Segundo o Estado, as escolas estariam oferecendo xerox das apostilas aos alunos, porém, segundo os alunos, isso não está acontecendo. “Quem ficou sem, tem de xerocar. Mas a maioria não tem dinheiro, e fica sem ter como estudar em casa”, diz Pamela Barbosa, 17 anos, estudante do 3º ano do ensino médio da escola Justino Jerry Faria.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s