Dilma disse que o Brasil com o qual todos sonham vai precisar cada vez mais das Forças Armadas, e elas precisam estar equipadas e qualificadas para que consigam cumprir as funções que forem necessárias. Ela afirmou que, para um país que quer ter a dimensão internacional que o país pretende, deve ter um exemplo de capacidade e competência nas Forças Armadas.

A presidente reiterou que uma boa política de defesa é importante e essencial para o desenvolvimento econômico de um país, além de colaborar para uma política externa soberana. Dilma acrescentou ainda que para se construir uma grande nação é primordial ter capacidade de defender seus próprios interesses pelos mais diversos meios. O anúncio de mais investimentos nas Forças Armadas aconteceu durante solenidade que apresentou oficiais-generais recém-promovidos.

Outro objetivo que a presidente pretende alcançar é integrar ainda mais as três Forças, fazendo com que o Ministério da Defesa funcione como articulador institucional. Ela também voltou a falar sobre investimentos para aumentar a indústria nacional de defesa, produzindo tecnologias próprias. Esse assunto já havia sido debatido na semana passada, quando Dilma se reuniu com o primeiro-ministro da França, François Fillon. A França é um dos principais parceiros estratégicos do Brasil na questão da defesa, com contratos que envolvem construção de helicópteros e submarinos.

Advertisements
Comentários
  1. FABRICAR armamento bélico no BraSil é uma FARSA só será bom para os PIRATAS da OTAN pois dará mais tempo hábil aos saqueadores e, tempo é o que o BraSil menos tem. Fabricar no BraSil é dar mais uma década, no mínimo, de TOTAL EXCLUSÃO de DISSUASÃO das NO$$A$ IMENSAS RIQUEZAS.

    A França não é a NOSSA vizinha de fronteira??? Não é na Guiana “Francesa” que os PIRATAS de ASTERIX tem um Base Militar???????

    Fora PIRATAS SIONISTAS e do Grupo BILDERBERG.

    03/07/2011: Sou TOTALMENTE, ABSOLUTAMENTE, CONTRA O MINISTRO NELSON JOBIM

    Um ministro da Defesa que se preze precisa, em primeiríssimo lugar, defender a legislação e as convenções internacionais, criadas para manter as delicadas relações entre países com povos e, portanto, hábitos, jeito e estilo tão diferentes.

    * Não vou entrar aqui no mérito da legitimidade do aparato jurídico mundial. Essa discussão tem de ser feita, mas em outro momento. Não agora.

    Agora quero dizer que governos e diplomatas, em especial nos pós-guerras, criaram normas de convivência entre as nações. E o ministro Nelson Jobim desconsiderou várias delas ao assinar o maldito acordo de compra de armas e “sistemas de segurança” de Israel.

    * Não sabe o ministro que a entidade sionista não se submete ao sistema legal internacional?

    * Que Israel viola, todo santo dia, os direitos básicos do povo palestino?

    * Que roubou todas as nascentes do território desse povo, confiscando terras, construindo muros e cercas eletrificadas, controlando o uso da água roubada (86% para Israel; 14% para os palestinos, muitíssimo mais numerosos)?

    * Que destruiu o sistema de abastecimento e saneamento de Gaza, expondo quase 2 milhões de pessoas a risco de doença e morte?

    * Que também destruiu a rede elétrica da faixa costeira, obrigando Gaza a comprá-la de Israel (a um preço altíssimo) e fornecendo-a apenas durante algumas horas do dia?

    * Que impede o direito de movimentação dos palestinos em seu próprio território, com humilhantes proibições de entrada em território israelense, chekpoints, muros, cercas, arame farpado?

    Estar aqui é viver num cenário de guerra. Cenário sim, porque não há guerra, os palestinos não têm armas, não são povo violento. O cenário serve ao marketing israelense, cujos “gestores de vendas” saem pelo mundo oferecendo armas e “sistemas de segurança” testados em campo — um diferencial estratégico no competitivo mercado bélico.

    * Não sabe o ministro Jobim, tão zeloso em relação a informações militares, que os “sistemas de segurança” e as armas de Israel são elaborados, testados e aperfeiçoados para reprimir a população palestina, usando-a como cobaia?

    * Não sabe o ministro Jobim que, agindo assim, Israel viola a 4a. Convenção de Genebra? A Declaração Universal dos Direitos Humanos (o nome correto é “do Homem”, mas me recuso a usar essa terminologia, prova de uma trágica dominação masculina sobre a mulher, o negro, o homossexual, o “diferente”, uma negação da diversidade do mundo)? O direito básico de todo ser humano, que só por ter nascido merece respeito?

    O absurdo desse maldito acordo não foi questionado por ninguém, que eu saiba.

    Enquanto, na Argentina, grupos de direitos humanos e pró-Palestina se opõem a que o país assine um contrato com a entidade sionista nos mesmos termos que o ministro Jobim assinou — e obrigaram o Congresso a chamar às falas o governo de dona Cristina — no Brasil ninguém se mexe. Nem mesmo nossos congressistas mais respeitados e combativos questionaram o acordo, segundo sei (se questionaram e eu não sei, por favor, me corrijam. Ficarei felicíssima se conhecer qualquer iniciativa contrária ao maldito acordo).
    Mais: não sabe o ministro Jobim que, ao comprar armas e “sistemas de segurança” de Israel, colabora para a militarização do mundo, etapa atual da ridícula “guerra ao terror”? Que ajuda a entidade sionista a oprimir ainda mais a população palestina? Que dá suporte a uma ideologia e práticas fascistas, racistas, preconceituosas, violentas, colonialistas, expansionistas, criminosas, apoiadas na força bruta e na negação da negociação e do diálogo?

    Se dependesse de mim, o ministro Jobim já estaria na rua e o comando do exército que participou dessa negociata, afastado. Todos exonerados a bem do serviço público.

    Brasileiros: é vosso dinheiro que pagará os negócios do acordo. No frigir dos ovos, serão vocês os responsáveis por mais opressão ao povo palestino.

    Baby (Direto da Faixa de Gaza)

    http://redecastorphoto.blogspot.com/2011/07/sou-totalmente-absolutamente-contra-o.html

    – – – – –

    “Se você não for CUIDADOSO, os jornais farão você odiar as pessoas que estão sendo OPRIMIDAS, e amar as pessoas que estão OPRIMINDO.”

    MALCOLM X

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s