Arquivo de 01/03/2012

Nós Trabalhadoras rurais do MST extremo sul, rompemos mais uma (1) cerca do latifúndio em nossa região, uma fazenda foi ocupada em Alcobaça, são 1150 mulheres acampadas na fazenda Nova Esperança com 1500 Hectares, de propriedade da SUZANO PAPEL E CELULOSE.

Esta é a segunda ocupação de mulheres do MST na região, pois em março de 2011 foi ocupada em Eunapolis, a fazenda Nova America de propriedade da Veracel. Em seguida, varias outras fazendas da Veracel foram ocupadas na região.

Nós Trabalhadoras Rurais temos como objetivo de denunciar o descaso social e ambiental que as empresas multinacionais vem causando com o monocultivo de eucalipto; O desemprego, A expulsão do homen do campo, provocando o enxaço dos grandes centros urbanos, o que aumenta a violência.

Exigimos agilidade nos processos de desapropriação de terra para assentamentos de reforma agraria e nas liberações e execuções de estruturas para os assentamentos ja existentes.

Direção Regional do MST Extremo Sul

LUCAS FERRAZ
DE BRASÍLIA

O governo determinou aos comandantes das Forças Armadas que os militares da reserva que assinaram nota com ataques à presidente Dilma Rousseff e ao ministro da Defesa, Celso Amorim, sejam punidos com advertência por ato de insubordinação.

Em texto divulgado na terça-feira (28), os oficiais reafirmaram ataques feitos por clubes militares a Dilma e disseram não reconhecer a autoridade de Amorim.

Militares reafirmam críticas a Dilma e afrontam Amorim
Clubes militares recuam de crítica a Dilma por opinião de ministras
Dilma é alvo de militares por opinião de ministras

Sebastião Moreira – 30. ago.2011/Efe
O ministro da Defesa, Celso Amorim, fala em seminário
O ministro da Defesa, Celso Amorim, fala em seminário

Os chefes do Exército, da Marinha e da Aeronáutica receberam do ministro ordem para “dar uma reprimenda” nos mais de 150 signatários da nota.

Cada Força tem seu regulamento, mas, em geral, a punição vai de advertência à expulsão –o que o governo não considera ser o caso.

Mesmo fora da ativa, os militares estão sujeitos à hierarquia das Forças, das quais Dilma e Amorim são os chefes máximos.

Ontem, mais oficiais da reserva aderiram à nota. Ela reafirma o teor de outra, do dia 16, na qual os clubes militares fizeram críticas a Dilma.

Segundo o texto da primeira nota, ela se afasta do papel de estadista ao não “expressar desacordo” a declarações de ministras e do PT favoráveis à investigação de fatos ocorridos na ditadura.

Após intervenção do Planalto e de Amorim, os clubes tiveram de retirar a primeira nota da internet.

Joaquim Barbosa

Por Daiane Souza

Pela terceira vez em mais de 100 anos de existência, o Supremo Tribunal Federal (STF) terá como presidente um negro: o ministro Joaquim Benedito Barbosa Gomes. Destinado a ocupar o mais alto cargo da corte de Justiça Brasileira, ele deverá assumir em novembro de 2012, em razão do rodízio de ministros da casa. Até lá, Ayres Britto que terá posse em 19 de abril permanecerá no lugar de Cezar Peluso.

Não fossem por problemas de saúde, Barbosa teria ocupado o cargo de presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em 2010. Devido aos imprevistos, e por sua competência, ele assume o cargo que faz parte da linha sucessória da Presidência da República, depois da Presidência da Câmara dos Deputados e do Senado Federal.

Histórico – De família pobre, Joaquim Barbosa como é conhecido no cenário político, nasceu no município mineiro de Paracatu, em 1954. Primogênito de oito filhos, viu seus pais se separarem cedo, tornando-se responsável pela família composta por sua mãe e irmãos. Aos 16 anos, foi sozinho para Brasília, onde conseguiu emprego e concluiu o segundo grau, sempre estudando em colégio público.

Obteve seu bacharelado em Direito na Universidade de Brasília e, em seguida, mestrado em Direito do Estado. Prestou concurso público para Procurador da República e foi aprovado. Na década de 1990, licenciou-se do cargo e foi estudar na França por quatro anos, onde se mestrou em Direito Público e se doutorou em Direito Público pela Universidade de Paris-II (Panthéon-Assas).

É professor licenciado da Faculdade de Direito da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), onde ensinou as disciplinas de Direito Constitucional e Direito Administrativo. Foi visiting scholar (1999-2000) no Human Rights Institute da Columbia University School of Law, New York, e na University of California Los Angeles School of Law (2002-2003).

Barbosa prestou concurso para a carreira diplomática. Foi aprovado em todas as etapas e ficou na entrevista: a única na qual a cor de sua pele era identificada. A partir do episódio, sua consciência racial, que começou a ser desenhada na adolescência, ganhou contornos mais fortes. Atual ministro e provável presidente do STF, foi defensor do sistema de cotas que garante vagas universitárias específicas para estudantes negros.

A Prefeitura de Araçatuba pretende disseminar a cultura de bananas para ajudar os produtores a terem uma nova fonte de renda. Para isso, oferece o suporte necessário, ensinando todo o processo de produção das mudas de bananeiras, como também realizando o transporte dos assentados até a área de coleta dos rizomas no bairro rural da Água Limpa e seu retorno para os assentamentos.

No assentamento Hugo Herédia, a produção de mudas de bananeira pelos assentados começou a ser realizada no mês de janeiro. As plantas que já se desenvolveram, emitindo brotos e raízes, foram transplantados para os saquinhos de mudas nesta semana. No total, serão produzidas cerca de 4 mil mudas de bananeiras e essas mudas permanecerão por cerca de um mês e meio nos saquinhos até ser transplantadas para o campo.

A administração também oferece o transporte dos rizomas para os assentamentos, doação de saquinhos de mudas de bananeiras e inseticida utilizado no tratamento dessas mudas. Até agora já foram produzidas 11,4 mil mudas. As atividades continuarão nos próximos meses com a adesão de mais pessoas interessadas no plantio da cultura da bananeira.

EXPERIMENTOS
A experimentação consiste na formação de mudas de banana, por meio da divisão dos rizomas, que consistem no caule subterrâneo da planta, separando as gemas vegetativas, que originarão novas plantas. Após a separação dos rizomas, cada um com sua “gema”, a equipe plantou as mudas em um canteiro de areia grossa onde, por 21 dias, os rizomas receberam água para que pudesse brotar.

De acordo com Fernandes, a intenção é gerar mais produtividade e atender à necessidade de todos os assentados. Com a elevação da produção, os assentados não terão gastos na compra de novas mudas.

No assentamento Araçá, por exemplo, as mudas originárias do experimento brotaram e já foram transplantadas para saquinhos onde permanecerão por aproximadamente dois meses para só então serem observadas quanto aos seus crescimento e desenvolvimento.

 

Em 14 de janeiro de 2011 publicamos a matéria:

 

Termina impasse entre MST e INCRA em Andradina. Sem Terra serão recebidos 3ª feira em Brasília pelo MDA

Hoje foi atendida a primeira das reivindicações do MST e marcada para a próxima terça-feira reunião da Direção do MST no MDA em Brásília.

 

Depois de decorridos mais de um ano, apesar dos acordos firmados com o Movimento, qual a situação dos camponeses em Perreira Barreto? O comentário que recebemos  hoje relembra os acôrdos construidos e aclara o que foi efetivamente cumprido… veja:

P.A. “Frei Pedro” ( Fazenda São Rafael – Perreira Barreto)

– Parcelamento total da área;

-Liberação imediata dos Créditos de Instalação (Apoio Inicial, Fomento I e II, Habitação)

– Abertura de estradas;

– Perfuração de poços e rede distribuição de água;

– Apoio Mulher de R$ 4.800,00, em parcela única;

– Eletrificação;

como descrito em sua matéria, todo o conteúdo anterior foi proposto a mais de um ano e sabe o que foi solucionado no assentamento frei pedro????
Apenas o parcelamento da área, e abertura das estradas, se bem que de forma irregular, onde já se viu o curso da estrada passar por dentro de uma enorme erosão, diga-se uma cratera, e para moradores terrem acesso um dos assentados teve que permitir fazer a estrada dentro da sua propriedade, e as autoridades se acomodaram e nenhuma atitude tomaram para que fosse arrumado o curso correto da estrada!!!
até agora nenhum credito foi liberado, nem perfuração de poços, nem apoio a mulher, muito menos eletrificação, estão todos os assentados, sentados sem nada pra fazer, pois não se pode ter um emprego pq tem que trabalhar na terra,mas como trabalhar sem subsídios, sem ter como investir?????
Fico admirada pela demora pois estão há muito tempo sem apoio, e a finalidade da reforma agrária torna-se contrária pq sem ter com investir estão quase todos com sua tão sonhada terra improdutiva!!!!!!!!!

Recomendamos a releitura do post anterior. Caso queira clique aqui para acessa-l0 >Termina impasse entre MST e INCRA em Andradina. Sem Terra serão recebidos 3ª feira em Brasília pelo MDA>