Moradia popular para os camponesesApós o compromisso do Ministério das Cidades em facilitar o acesso de famílias camponesas ao Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR), o Movimento Camponês Popular (MCP) desocupou as 13 agências da Caixa Econômica Federal, na tarde desta terça-feira (4). De acordo com o MCP, houve avanços na pauta de reivindicações e, por isso, decidiu-se encerrar o movimento. A facilitação do acesso ao PNHR se dará às famílias camponesas que tenham problema na documentação da terra.

O deputado Mauro Rubem, Presidente da Comissão de Direitos Humanos, Cidadania e Legislação Participativa (CDH), comemorou a decisão. “Este será um primeiro de muitos passos que precisam ser dados para a democratização da terra no Brasil e em Goiás.”

“O acordo sinaliza a desburocratização do programa, exigência reivindicada como pauta comum dos movimentos sociais do campo.” O Ministro das Cidades, Aguinaldo Velloso Ribeiro, garantiu ainda a publicação de portaria autorizando posseiros de terras particulares a acessarem o PNHR, cumprindo assim uma promessa feita em fevereiro.

“Quase todos os povos do campo serão beneficiados pelo programa”, enfatizou o Movimento Camponês Popular. O MCP considera que “o PNHR avançou muito ao longo dos anos, mas que é necessária pressão social para que as famílias mais pobres, que enfrentam problemas para a documentação das terras, sejam incluídas no programa”.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s