Archive for the ‘TRE – SP’ Category

Do G1 SP

AlckminO governador Geraldo Alckmin, que será diplomado
nesta sexta  (Foto: Roney Domingos/ G1)

O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) realiza nesta sexta-feira (17), na Assembleia Legislativa, a diplomação do governador eleito Geraldo Alckmin (PSDB), do vice-governador Guilherme Afif Domingos (DEM), dos senadores Aloysio Nunes Ferreira (PSDB) e Marta Suplicy (PT), de 70 deputados federais e 94 deputados estaduais paulistas eleitos no dia 3 de outubro. Segundo o TRE, a diplomação é um ato formal que encerra o processo eleitoral e habilita o eleito a tomar posse no seu respectivo cargo. A lista de deputados federais é liderada por Francisco Everardo Oliveira, o Tiririca,  que obteve 1,3 milhão de votos. A cerimônia será conduzida pelo presidente do TRE-SP, desembargador Walter de Almeida Guilherme.

Na quinta-feira (16) à noite, o TRE retotalizou, pela terceira vez, o resultado das eleições 2010 no Estado. Com essa retotalização, houve alteração no quociente eleitoral e na distribuição das vagas para deputado federal e estadual.

Beneficiado por uma liminar do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que garantiu sua diplomação, o candidato a deputado federal Paulo Salim Maluf (PP) passou à condição de eleito.

Na nova lista do TRE também passaram a ter direito à diplomação os candidatos a deputado estadual Geraldo Vinholi (PSDB) e José Roberto Tricoli (PV).

Passaram à condição de não eleitos os candidatos a deputado federal Sinval Malheiros Pinto Júnior (PV) e os estaduais Itamar Francisco Machado Borges (PMDB) e Maria Regina Gonçalvez (PV).

Paulo Maluf conseguiu uma liminar no TSE que garantiu a sua diplomação. O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ) reviu a condenação que serviu de fundamento para que o TRE-SP indeferisse o registro de candidatura de Maluf com base na Lei da Ficha Limpa.

José Roberto Tricoli teve sua votação considerada nula, pois seu registro de candidatura foi negado pelo Tribunal paulista, mas com a reforma da decisão no TSE seus votos foram validados.

Outras mudanças ocorreram em razão da retotalização. Geraldo Vinholi, que na última retotalização passou a ocupar a 1ª suplência de seu partido, volta a condição de eleito.

Itamar Borges assume a 1ª suplência porque o candidato a deputado estadual Uebe Rezeck (PMDB), que era suplente, teve o registro indeferido no TSE. Com isso, seus votos foram considerados nulos

O deputado Paulo Maluf, durante entrevista na Câmara, em abril‘Eu confio na Justiça e já disse isso muitas vezes’,
disse o deputado após conhecer decisão (Foto:
Arquivo/Janine Moraes/Agência Câmara)

O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) finalizou na noite de quinta-feira (16) a terceira retotalização do resultado das eleições 2010 no estado. Houve alteração na distribuição das vagas para deputado federal e estadual.

O candidato a deputado federal Paulo Salim Maluf (PP), que obteve 497.203 votos, conseguiu uma liminar no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que garante a sua diplomação. De acordo com o TRE, o deputado federal Sinval Malheiros Pinto Júnior (PV), que obteve 59.209 votos, perderá a vaga por causa da alteração do quociente eleitoral. Sinval é médico, professor e já foi vice prefeito de Catanduva.

Até a determinação da Justiça, os votos de Maluf não tinham sido considerados válidos. A contabilização deles aumentou o quociente eleitoral para o cargo de deputado federal, que passou de 305.589 para 313.062 votos.

Deputados estaduais
A retotalização também foi feita em relação aos futuros ocupantes da Assembleia Legislativa de São Paulo. Os candidatos a deputado estadual Geraldo Antonio Vinholi (PSDB/DEM), com 62.580 votos, e José Roberto Tricoli (PV), com 47.713, passam à condição de eleito. Perdem as vagas os candidatos Itamar Francisco Machado Borges (PMDB), que teve 79.195 votos, e Maria Regina Gonçalvez (PV), com 37.618 votos.

Recursos
O TRE ressalta que existem recursos a serem julgados no TSE que, de acordo com seus resultados, ainda podem afetar o resultado das eleições. As decisões podem exigir nova retotalização e alteração dos dados divulgados.

Lista dos deputados federais eleitos por São Paulo

(Resultado divulgado pelo TRE-SP em 16/12/2010 19:44:31, sujeito a modificações)

2222 – Francisco Everardo Oliveira Silva (PR) 1.353.820 votos
4030 – Gabriel Benedito Issaac Chalita (PSB) 560.022 votos
1111 – Paulo Salim Maluf (PP) 497.203 votos
4585 – Bruna Dias Furlan (PSDB) 270.661 votos
1212 – Paulo Pereira da Silva (PDT) 267.208 votos
1325 – João Paulo Cunha (PT) 255.497 votos
1353 – Jilmar Augustinho Tatto (PT) 250.467 votos
2525 – Rodrigo Garcia (DEM) 226.073 votos
4515 – Emanuel Fernandes (PSDB) 218.789 votos
1370 – Carlos Alberto Rolim Zarattini (PT) 216.403 votos
4021 – Luiza Erundina De Sousa (PSB) 214.114 votos
4096 – Iolanda Keiko Miashiro Ota (PSB) 213.024 votos
2010 – Marco Antonio Feliciano (PSC) 211.855 votos
1322 – Arlindo Chignalia Junior (PT) 207.465 votos
1452 – Arnaldo Faria de Sá (PTB) 192.336 votos
5050 – Ivan Valente (PSOL) 189.014 votos
4545 – Edson Aparecido dos Santos (PSDB) 184.403 votos
2299 – Valdemar Costa Neto (PR) 174.826 votos
4040 – Márcio Luiz França Gomes (PSB) 172.005 votos
4586 – José Anibal Peres de Pontes (PSDB) 170.957 votos
4567 – José Carlos Vaz de Lima (PSDB) 170.777 votos
2500 – Jorge Tadeu Mudalen (DEM) 164.650 votos
1010 – Antonio Carlos Martins de Bulhões (PRB) 162.667 votos
4000 – Jonas Donizette Ferreira (PSB) 162.144 votos
2233 – Paulo Roberto Freire da Costa (PR) 161.083 votos
1155 – José Olimpio Silveira Moraes (PP) 160.813 votos
1301 – Vicente Candido da Silva (PT) 160.242 votos
4517 – Mara Cristina Gabrilli (PSDB) 160.138 votos
1321 – José De Filippi Júnior (PT) 149.525 votos
4500 – Carlos Henrique Focesi Sampaio (PSDB) 145.585 votos
1387 – Janete Rocha Pietá (PT) 144.529 votos
1390 – Vicente Paulo da Silva (PT) 141.068 votos
2345 – Arnaldo Calil Pereira Jardim (PPS) 140.641 votos
1331 – Ricardo Jose Ribeiro Berzoini (PT) 140.525 votos
4577 – Antonio Carlos de Mendes Thame (PSDB) 139.727 votos
1332 – José Mentor Guilherme De Mello Netto (PT) 139.691 votos
2325 – Dimas Eduardo Ramalho (PPS) 139.636 votos
4565 – José Ricardo Alvarenga Tripoli (PSDB) 134.884 votos
1398 – Luiz Paulo Teixeira Ferreira (PT) 134.479 votos
1316 – Carlos Jose de Almeida (PT) 134.190 votos
6565 – José Aldo Rebelo Figueiredo (PCdoB) 132.109 votos
1312 – Candido Elpidio de Souza Vaccarezza (PT) 131.685 votos
2255 – Milton Antonio Casquel Monti (PR) 131.654 votos
4547 – Luiz Fernando Arantes Machado (PSDB) 129.620 votos
1369 – Devanir Ribeiro (PT) 127.952 votos
4554 – Antonio Duarte Nogueira Junior (PSDB) 124.737 votos
2577 – Adriano Eli Correa (DEM) 124.608 votos
2323 – Roberto Joao Pereira Freire (PPS) 121.471 votos
1434 – Nelson Marquezelli (PTB) 117.634 votos
4074 – Jefferson Alves de Campos (PSB) 116.317 votos
4525 – William Dib (PSDB) 113.823 votos
4555 – Julio Fracisco Semeghini Neto (PSDB) 113.333 votos
2545 – Junji Abe (DEM) 113.156 votos
2513 – Alexandre Leite da Silva (DEM) 112.950 votos
2590 – Guilherme Campos Junior (DEM) 112.852 votos
1318 – Newton Lima Neto (PT) 110.207 votos
1523 – Edson Edinho Coelho Araujo (PMDB) 100.195 votos
2012 – Marcelo Theodoro de Aguiar (PSC) 98.842 votos
4300 – Guilherme Mussi Ferreira (PV) 98.702 votos
1023 – Otoniel Carlos De Lima (PRB) 95.971 votos
6588 – Protógenes Pinheiro de Queiroz (PCdoB) 94.906 votos
4363 – Ricardo Izar Junior (PV) 87.347 votos
1133 – Aline Lemos Correa De Oliveira Andrade (PP) 78.317 votos
4343 – José Luiz De França Penna (PV) 78.301 votos
4070 – Jose Abelardo Guimaraes Camarinha (PSB) 71.637 votos
4344 – Roberto Alves De Lucena (PV) 70.611 votos
1211 – João Eduardo Dado Leite de Carvalho (PDT) 70.486 votos
1144 – Paulo Roberto Gomes Mansur (PP) 65.397 votos
4315 – Jose Roberto Santiago Gomes (PV) 60.180 votos
1250 – Salvador Zimbaldi Filho (PDT) 42.743 votos

Anúncios