Posts Tagged ‘4ª Conferencia Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional’

Data: 10/08/2011

Na abertura do Encontro Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional no Contexto da Política de Desenvolvimento Urbano, que aconteceu nesta quarta-feira (10), o presidente do Conselho Nacional de Segurança de Alimentar e Nutricional (Consea), Renato Maluf, lembrou que houve avanços na área, mas o assunto precisa ser mais debatido pela sociedade.

“Temos cidades que ainda não tratam a questão do abastecimento alimentar com a prioridade e a importância que o tema merece”. Renato Maluf afirmou ainda que, para que o assunto segurança alimentar evolua, é necessário que os governos busquem maior entrosamento e que fiquem claras as atribuições de cada esfera governamental.

Em sua apresentação, a secretária nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, do Ministério do Desenvolvimento e Combate à Fome (MDS), Maya Takagi, elencou os avanços e destacou o Decreto 7272, que define as diretrizes e objetivos daPolítica Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional.

“Segurança alimentar é um tema intersetorial e abrange várias áreas – passa por questões do uso racional da terra, dos modos de produção, da regulamentação dos preços dos alimentos e do consumo”, disse ela. “Nosso desafio é como harmonizar e materializar essas questões com o desenvolvimento urbano”, concluiu.

O encontro é uma das etapas preparatórias para a 4ª Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, marcada para Salvador (BA), de 7 a 10 de novembro.

Fonte: Ascom/MDS

http://www.slideshare.net/agriculturasp/apresentao-eixos-temticos

Conferência de Seg. Alimentar e Nutricional da Região de Araçatuba e S. J. do Rio Preto

Quando: sex, 29 de julho, 09:00 – 17:00
Onde: Centro Social de Votuporanga – Rua Tibagi, 3071- Cidade Nova. (mapa)
Descrição: Etapa regional que constitui o processo para a realização da IV Conferência Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional.

Está disponível para consulta e/ou impressão o Manual Orientador da 4ª Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional. O documento contém informações, sugestões e orientações para as diversas etapas que compõem o processo da IV Conferência, incluindo conferências municipais e estaduais, com propostas de atividades e sugestões para a elaboração dos documentos finais.

O Manual mostra também uma linha do tempo sobre a segurança alimentar no Brasil, apresenta o marco legal do Sistema Nacional e aborda os diversos aspectos da 4ª Conferência, como lema, data, local, objetivos, eixos temáticos, prazos e outras informações básicas.

“A IV Conferência está sendo convocada num momento particularmente relevante na já longa mobilização social pelo direito humano à alimentação adequada e saudável e pela soberania e segurança alimentar e nutricional no Brasil”, avalia o presidente do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, Renato S. Maluf.

“Além dos avanços já obtidos em razão de firme decisão política e intensa participação social, temos o direito à alimentação inscrito na Constituição Federal e um Plano Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional em fase de elaboração”, afirma ele, na apresentação do documento.

Para Renato S. Maluf, “é muito importante que esse processo promova a mobilização social, a construção de conhecimento e a proposição de prioridades para a agenda nacional”. Para isso, afirma, “é decisivo o envolvimento dos conselhos estaduais e municipais, bem como das três esferas de governo”.

O Manual Orientador está disponível na página do Consea na Internet. Para obter a íntegra, manual-orientador

Fonte: Assessoria de Comunicação do CONSEA

Leia também>>>>>>>>>>>>>>>>Presidentes dos Conseas se reunem em Brasília

Enquanto isto setores governamentais continuam a atuar na lógica da concentração, de renda, da propriedade, de capitais, buscando a “inserção competitiva” do Brasil nas disputas dos “mercados globalizados”. A mesma lógica que hoje cobra seus tributos à Grécia e outros países europeus, coordenada pelo FMI, da cobrança aos trabalhadores com a retirada de seus direitos, por benefícios competitivos ao capital transnacional, em crise, na luta entre imperialistas.

Este ano é o ano da Conferencia Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional. Este ano conquistamos a Diretoria Geral da FAO. É mais do urgente dar a devida centralidade do debate quanto ao significado do acesso ao alimento de qualidade e nas quantidades necessárias à manutenção da vida, vida que é direito humano univesal básico. Deste debate decorrem outros, dentre eles se a vida é mercadoria a ser inserida nos mercados competitivos mundiais, com financiamento público via BNDES.

 

 

A Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural se reúne nesta terça-feira (5) com o ministro da Agricultura, Wagner Rossi, para discutir o processo de revisão do Regulamento de Inspeção Industrial e Sanitária dos Produtos de Origem Animal (Riispoa).

O atual regulamento é de 1952 e sua revisão é reivindicada por setores da pecuária nacional. Os produtores sugerem que o novo Riispoa seja mais resumido que o atual e com regras que se apliquem a todos os produtos do setor. Além disso, os pecuaristas pedem que seja concedido um prazo de adaptação de pelo menos dois anos antes das novas regras entrarem em vigor.

O debate é promovido em conjunto com a subcomissão criada para acompanhar o processo de fusão entre Perdigão e Sadia, JBS e Bertin, Marfrig e Seara, Citrosuco e Citrovita.

A reunião será realizada às 14 horas, na sala da Presidência da co