Posts Tagged ‘geraldo’

 

O candidato do PSDB ao governo de São Paulo, Geraldo Alckmin, lidera a corrida eleitoral com 49% das intenções de voto e venceria no primeiro turno caso as eleições fossem hoje, é o que aponta a pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (30) pelo jornal Folha de S. Paulo. O petista Aloizio Mercadante registra 27%, seguido por Celso Russomanno (PP) que foi lembrado por 9% dos entrevistados.

Na última pesquisa Datafolha, divulgada no dia 23 de setembro, o candidato tucano aparecia com 51% das intenções de voto contra 23% de Mercadante.

Segundo o novo levantamento, o candidato do PSB, Paulo Skaf, tem 4% e Fábio Feldmann, 1%. Os votos brancos e nulos somam 4%. Enquanto 5% dos entrevistados não souberam ou não quiseram responder. A margem de erro é de dois pontos percentuais.

Encomendada pela Folha de S. Paulo e pela Rede Globo , a pesquisa foi realizada entre os dias 28 e 29 de setembro, com 2.202 entrevistados em todo Estado, e registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em 24 de setembro de 2010, sob o número 33151/2010.

Fonte: Portal Terra

Hoje (17) o candidato Aloizio Mercadante, participou do debate na Folha/UOL com os outros dois candidatos ao governo do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) e Celso Russomanno (PP).

A transmissão foi feita apenas via internet, e tive dificuldades para entrar no chat do debate. Aliás, não consegui. Dava erro. Consegui participar pelo twitcam e facebook, mas não pelo site Folha/UOL.

No debate, ficou visível que Mercadante está preparado para trazer SP de volta para o futuro, enquanto que Geraldo do PSDB apenas reclama. O famoso “mimimi” falado nas redes sociais. E quando Mercadante evoca o que foi feito no governo lula, muitos reclamam.

Engraçado que os defensores do PSDB, por um lado querem que Mercadante não tenha referência no governo federal comandado pelo PT, que ele ajudou a construir, e por outro, o PSDB usa Lula nos seu jingle de campanha a presidente.

Mas no debate, Geraldo do PSDB não consegue responder porque o Estado mais rico do Brasil paga tão mal os seus professores. E ao ser questionado pelo Jornalista Josias de Souza sobre o caso  ALSTON, Geraldo do PSDB não diz porque não olhou com atenção as denúncias contra a empresa. Disse apenas que se houverem irregularidades os responsáveis devem ser punidos. Mas quando?

É bom que tod@s saibam que nessa história toda José Jorge Fagali, irmão do Sr. Fagali Neto, braço direito do PSDBista Paulo Renato no Ministério da Educação, recebeu depósitos de R$ 20 milhões da empresa. Mesmo assim, Geraldo do PSDB assinou diversos contratos com a empresa que já estava sendo investigada. Por que o candidato do PSDB não esperou terminar as investigações? Aliás, foi Geraldo que firmou o maior número de contratos com a ALSTON.

Bom, mais linhas de metrô não foram feitas, mas contratos milionários com ALSTON foram firmados. Esse é o tipo de prioridade que o PSDB de Geraldo dá para o estado de SP.